Contato
Home >> Blog

Osteoartrite em cães: O que é, tratamentos e dicas de prevenção!

Cão com Skate e capa

Quando convivemos com um animal de estimação, não há dúvidas de que estamos cuidando de um eterno filhote, já que esse sempre dependerá dos nossos cuidados, atenção e carinho. Apesar disso, não devemos nos esquecer que, assim como nós, os pets envelhecem e podem adquirir algumas doenças, como a osteoartrite em cães.

Esse problema atinge as articulações do cachorro, provocando uma dor intensa que pode piorar a longo prazo. De modo a causar irritação, mudança do apetite e demais sintomas que podem incapacitar os movimentos do animal.

Ao obter conhecimentos sobre a osteoartrite em cães, você irá aprender como ficar atento aos sinais clínicos e maneiras de evitar e tratar a doença. Aliviando o sofrimento e proporcionando uma boa qualidade de vida ao seu pet. Então continue nesse artigo e descubra mais.

O que é osteoartrite em cães e seus sintomas

Cachorro caminhando na grama - Osteoartrite em cães

Fonte: Nave

A osteoartrite em cães, também chamada de artrite e artrose, é uma doença que causa a degeneração da cartilagem articular, ossos e ligamentos. Pode se manifestar em qualquer idade e raça, porém é mais frequente em animais idosos e com certas propensões ao problema.

Por vezes, esse problema pode ser inevitável, uma vez que as articulações afetadas são sinônimos do desgaste da cartilagem. Necessária para o amortecimento de quedas e movimentações diárias, evitando que os ossos raspem entre si e se deteriorem. Assim, os donos dos bichinhos devem se preocupar, porque essa questão atinge cerca de 37% a 45% dos cachorros idosos e tende a angustia-los. Devido aos sintomas de:

  • Dor gradual que pode abranger um membro ou vários, como por exemplo: ombros, joelhos, cotovelos e coluna vertebral;
  • Dificuldade de locomoção, podendo mancar, não conseguir se levantar e apresentar problema para fazer cocô e xixi;
  • Desânimo, diminuição das atividades físicas e ganho de peso;
  • Perda de apetite;
  • Inchaço, rigidez e sensibilidade nas articulações atingidas, devido à inflamação;
  • Lambedura e mordidas em algumas regiões do corpo.

Consequentemente é comum que o animal se esconda, se irrite com a manipulação dos membros, comece a gemer, passe mais tempo em posições que exigem menos do seu corpo . Pois a osteoartrite canina é um problema, com o qual, muitos cães sofrem em silêncio até não suportar mais os indícios que variam de acordo com o tipo: primário ou secundário, e a atrofia muscular.

Dessa forma, se atente às mudanças comportamentais e fisiológicos do seu cachorro e o leve ao médico veterinário ainda nos primeiros sintomas da doença. Já que apenas com o tratamento correto o seu pet poderá viver bem.

 

+Veja também Atividades físicas para cachorros: Informações sobre o assunto!

 

Causas

Cachorro com a Boca Aberta

Fonte: Labgard

Após observar os sinais típicos da osteoartrite em cães, é importante recorrer ao diagnóstico de um raio-x realizado pelo profissional. Visto que as principais causas do problema são diferentes em cada caso, dividindo a doença em primária ou secundária.

Nas situações primárias, a doença degenerativa acontece devido ao envelhecimento e desgaste natural das articulações, podendo afetar várias regiões corporais do animal, ao mesmo tempo. Enquanto que, o secundário, tem como causa outros fatores, tais como: fraturas, lesões e más formações congênitas, comuns em animais de porte grande ou propensos à obesidade, por exemplo: Pastor Alemão, Buldogue Inglês e Francês, Labrador Retriever e São Bernardo.

Devido ao excesso de gordura e massa muscular, durante a execução de movimentos costumeiros e grandes impactos, os ossos e cartilagens necessitam suportar uma colisão maior. Causando o desgaste de maneira mais rápida, do que em outros pets menores ou de peso ideal.

Além disso, uma das ocorrências mais frequentes estão relacionadas aos pisos escorregadios. Isso porque o piso habitual em residências e estabelecimentos é feito de cerâmica ou madeira. Superfícies que não oferecem nenhuma aderência e facilitam acidentes que podem causar traumas físicos.

 

+Veja também Obesidade Canina: Conheça os riscos e saiba como evitar esse problema!

 

Tratamento e prevenção

Veterinária examinando Cachorro

Fonte: Formula Swiss Portugal

O primeiro passo para a realização do tratamento é aceitar o fato de que, na maioria dos casos, a osteoartrite em cães não tem cura. Uma vez que é impossível repor ou reconstituir a cartilagem articular, que depois de gasta só tende a piorar. A partir de então, você, como tutor, deve entender que o bem-estar e saúde animal não estão totalmente comprometidos, até porque isso dependerá apenas da sua boa vontade de manter os cuidados recomendados pelo médico veterinário e amor ao seu filho de quatro patas. Garantindo passar por essa dificuldade junto do pet, sem desanimar e nem abandonar.

Em seguida, busque aprender maneiras de diminuir o sofrimento, proporcionar uma boa qualidade de vida e evitar a perda da mobilidade dos membros atingidos. Para isso, é indicado:
Medicar com anti-inflamatórios, controlando a dor e inflamação;

  • Praticar atividades físicas adequadas ao seu cachorro, diminuindo os esforços desnecessários e dolorosos;
  • Controlar a alimentação do pet, se assegurando de manter o peso ideal;
  • Adicionar suplementos à rotina, proporcionando a ingestão de nutrientes para fortalecer as articulações e minimizar o rápido desenvolvimento da artrite ou artrose em cães;
  • Realizar acompanhamentos com profissionais, o que pode incluir acupuntura, nutricionista, fisioterapia e hidroginástica.

A osteoartrite canina ainda é uma doença que pode ser prevenida ou, ao menos, atrasada, deixando de acontecer a partir dos 8 anos ou nem ao menos manifestando no seu bichinho. Assim sendo, é importante:

  • Ficar atento aos terrenos e superfícies em que seu cachorro pisa, evitando áreas irregulares ou escorregadias;
  • Proporcionar exercícios e rotina alimentar saudáveis e equilibrados, segundo as características e saúde do seu animal;
  • Inserir rampas ou escadas que facilitem o acesso do pet ao sofá ou à cama, diminuindo a ocorrência de impactos;
  • Manter frequente a consulta com o veterinário, principalmente ao envelhecer.

Riscos da osteoartrite em cães

Cachorro Deitado

Fonte: Organics News Brasil

O problema dessas doenças que acometem os ossos e articulações é a consequência do tratamento tardio. Pois, inicialmente, a dor sentida e pouco expressa pelo cachorro é a famosa artrite, resumida como a inflamação das articulações. Posteriormente, há o surgimento da artrose, entendida como a degeneração das cartilagens e ligamentos.

Logo é fácil entender o porquê de muitos tutores perceberem a angústia do pet apenas após a piora do quadro. Entretanto ainda é uma grande preocupação, já que, com o passar do tempo, até mesmo a mobilidade do animal pode se extinguir, o tornando incapaz de se locomover e cada vez mais desanimado com as atividades rotineiras.

Então, fique atento às manifestações de “doenças silenciosas”, como a osteoartrite em cães, porque, em casos mais graves, a única saída pode ser a cirurgia que nem sempre é sugerida, uma vez que pode colocar a vida do seu cachorro em risco, devido à idade e imunidade.

 

Compartilhe essa informação e proporcione mais conhecimento aos seus amigos, papais e mamães de pets.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.