Contato
Home >> Blog

Vacina anti cio: Conheça os perigos desse medicamento!

Cachorra

Se você entrou nesse artigo, provavelmente já ouviu falar na vacina anti cio. Ou ao menos se deparou com o título do texto e logo se interessou. Porém já devemos deixar claro que esse método não é tão saudável e seguro às cadelas e gatas.

Esse tipo de vacina funciona como uma pílula anticoncepcional. De modo a não permitir que a fêmea entre no cio. Até porque o medicamento é composto à base de hormônios que inibem a ovulação.

Caso essas informações não tenham sido o bastante para você desistir da ideia de utilizar a vacina anti cio. Saiba que são vendidos facilmente sem a prescrição médica, o que pode promover diversos risco à saúde do seu pet.
Portanto entenda esses riscos e o porquê de a castração ser a técnica mais indicada.

Riscos para a saúde do pet

Cachorra no cio - Vacina anti cio Fonte: Naturalis total alimentos

A vacina anti cio é um medicamento que pode ser aplicado pelo próprio tutor, sem a sugestão de um profissional. Sendo assim, qualquer um pode administrá-la. No entanto, assim como qualquer outra vacinação, não é algo que deve ser injetado sem conhecimentos.

Apesar disso, ainda há donos que a compra e lojas especializadas em cães e gatos que a vende. Isso porque é uma opção mais barata que a castração.

Mas também não quer dizer que não trará custos a longo prazo. Pois, caso utilize, talvez você precisará tratar alguns problemas gerados por essa escolha, como:

  • Alterações uterinas, como a piometria, uma doença infecciosa que atinge o útero da fêmea, podendo causar a morte do animal. Além de tumores no útero;
  • Tumores mamários que podem variar de neoplasias mamárias, ou seja, tumores de mama. Ou hiperplasia mamária, essa sendo um tumor benígno;
  • Diabete;
  • Morte ou anomalia fetal. Sendo provocado ao utilizar a vacina anti cio durante a gestação;
  • Modificação na produção de hormônios, o que pode levar ao surgimento da Síndrome de Cushing.

Não bastando tudo isso, a vacina anti cio traz consigo o risco de morte do pet que utiliza. Sendo comum o aparecimento dos efeitos colaterais em 9 a cada 10 fêmeas, aumentando o risco de tumores que são originários do uso excessivo da vacina.



Porque é indicada a castração e não a vacina anti cio

Cães no gramado - Vacina anti cio Fonte: Canal do pet

A princípio, você deve entender que o período de cio da fêmea pode ocorrer a partir dos seis meses. Início da chamada adolescência canina. Contudo não acontece mensalmente como nas mulheres.

O cio acontece duas vezes ao ano e dura por cerca de 21 dias. Sendo entre os dias 11 e 15 os considerados fertéis. O que explica a necessidade de mais de uma aplicação da vacina anti cio na sua cadela ou gata.

Logo ainda afirmamos que o melhor método para a fêmea não entrar no cio é a castração. Isso porque:

  • É a técnica mais segura e realizada por especialistas;
  • Aumenta a expectativa de vida da fêmea, evitando o surgimento de tumores;
  • Não se trata de medicamentos facilmente encontrados e comprados em pet shops;
  • Há garantia de 100% de que sua pet não ficará prenha. Enquanto que a vacina anti cio garante apenas 98%;
  • Não há um gasto ou administração frequente, como a vacina. Essa que com o passar do tempo pode bater o valor de uma castração, já que a fêmea pode engravidar até o fim de sua vida.

Dessa forma, além de benefícios financeiros, a castração estará cuidando da saúde do seu animal de estimação. Porém não apenas para evitar a gestação, como também prolongar a qualidade e expectativa de vida.

 

+Veja também Adolescência canina: Principais sinais da puberdade no pet!

 

Como é realizada a injeção da vacina anti cio

Cadela no cio Fonte: Perito animal

A injeção da vacina anti cio deve ser aplicada nos períodos antes do cio. Apesar disso, ainda é comum que as pessoas se enganem e a utilizem quando a gata ou cadela está no período.

De acordo com algumas bulas desses remédios, esse método deve ser executado em caso de gestação indesejada, riscos cirúrgicos e possibilidade de morte do animal durante a gestação.

Ainda segundo as informações encontradas, o ideal é aplicar após 3 a 5 meses do cio em cadelas e 3 a 6 meses em gatas. Pois é o período de anestro, ou seja, quando a sexualidade da fêmea está completamente inativa.

  1. A agulha deve ser inserida na seringa;
  2. Ampola deve ser agitada para que todos os componentes se misturem;
  3. Para abrir, você deve quebrar a ampola e, em seguida, puxar o conteúdo com a seringa;
  4. Antes de aplicar, é importante tirar o ar da seringa e deixar na marcação de 1 ml. Quantidade comum a todos os animais;
  5. Para aplicar, o dono deve segurar a pele do animal e inserir a seringa. O sugerido é injetar na parte interna da coxa ou na lateral do abdômen do pet.

Embora pareça fácil, oferecemos essas informações apenas como forma de proporcionar o máximo de conhecimento a você. Entretanto, não sugerimos a prática, visto que nenhum dono é um profissional capaz de realizar esse procedimento sem o conhecimento necessário.

Até porque, realizando por conta, você pode machucar o seu animal. Além de que, mesmo que faça corretamente, ainda há o risco da sua fêmea adquirir câncer ou alguma infecção.

Sendo assim, por que não recorrer à castração ou outro método mais saudável e seguro?

Métodos mais saudáveis à pet

Cachorros no gramado Fonte: Para apaixonados por cães

Entendemos que muitas pessoas optam pela vacina anti cio (ou vacina anticoncepcional para animais) devido ser um método consideravelmente mais barato que a castração. Mas, como você pôde perceber, essa não é uma técnica recomendada, referente à saúde do seu bicho de estimação.

Portanto que tal tentar a castração gratuita? Em muitos locais há esse tipo de serviço, sendo tão eficaz e seguro quanto a paga. Contudo não deixe de pesquisar e verificar comentários ou feedbacks sobre o local a ser realizado. Pois, ao mesmo tempo que pode ser especializado, pode ser uma fraude.

Caso não haja algo do tipo próximo a você, tente:

  • Manter sua cadela ou gata em locais longe dos machos, sendo indicado deixar dentro de casa. Uma vez que pode ocorrer o cruzamento através do portão;
  • Evitar levar sua fêmea a locais em que pode haver presença de machos, pois até mesmo a urina da fêmea contém substância capaz de atrair outros animais;
  • Estar atento à sua pet, para que assim não fuja de casa ou mesmo durante passeios;
  • Utilize calcinha ou fralda higiênica para animais, caso o problema maior seja o sangramento.

Pode parecer pouco, mas esses poucos passos já serão úteis e mais seguros para evitar a gestação da sua fêmea. Até porque não dependerá de gastos de dinheiro, cuidados impossíveis ou mesmo substâncias perigosas á saúde do seu pet.

Além disso, há o projeto de lei 743, desde 2017, que proíbe a venda dos medicamentos anti cio. Proibição que tem se tornado comum em países da Europa, e estimulada por organizações como a União Internacional Protetora dos Animais (UIPA). Com o intuito de garantir uma boa saúde e bem-estar ao animal.

 

Então, faça parte dessa campanha e mostre a outras pessoas o porquê de realizar a castração e não o uso de vacina anti cio. Você estará ajudando a sua pet e outras mais!

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.