Contato
Home >> Blog

Antipulgas para cachorros: Saiba como acabar com o problema!

Cachorro se coçando com pulgas

Ao passear com o seu pet, a exposição às pulgas e carrapatos se torna uma consequência inevitável. No entanto é possível evitar o contágio por meio da aplicação de antipulgas para cachorros.

As pulgas em cães são problemas tão comuns quanto os carrapatos. O problema, porém, é maior devido à reprodução e dispersão rápidas que ocasionam infestação não apenas no corpo do seu animal de estimação, mas também no ambiente.

Assim, o uso de antipulgas para cachorros antes mesmo do surgimento da doença é essencial para uma boa prevenção de mal-estar e sofrimento. De modo que você e seu bichinho estarão protegidos.

Problemas que as pulgas podem causar para o pet

Cachorro se coçando Fonte: Estadão

Aposto que você como dono já teve que lidar com pulguinhas em seu cão. Caso essa situação ainda não tenha acontecido, esteja pronto e compre antipulgas ao seu pet, pois essa condição é tão frequente que se torna difícil conhecer alguém que nunca teve que tratar desse problema.

As complicações das pulgas em nossos animais são muito mais do que pequenos organismos pulando em seus corpos, sugando seu sangue e se espalhando pela casa. Isso porque, além do incômodo, comprometem o bem-estar e saúde do seu cachorro, provocando:

  • Coceiras intensas e constantes;
  • Inchaço ou ferida;
  • Estresse e desânimo;

Aparecimento de novas doenças: alérgicas, verminoses, anemia, infecções.

A partir dos primeiros sintomas identificados, consultar o médico veterinário sempre é necessário para a escolha ideal do tratamento. Visto que há diversos tipos e marcas de antipulgas para cachorros.

Além disso, esse ato irá impedir que as pulgas sejam transmitidas a você e sua família.



Como escolher antipulgas para cachorros

Cachorro sendo cuidado - Antipulgas para cachorros Planeta animal

O uso de antipulgas para cães é necessário tanto para o tratamento da doença quanto para a prevenção. Da mesma forma, para uma boa profilaxia, é importante que o ambiente seja bem higienizado e o pet tome banho e tenha o pelo escovado com frequência.

Na maioria dos casos, os remédios para pulgas mais indicados são de aplicação no pescoço ou via oral. Apesar disso, há uma grande variedade, sendo cada produto escolhido de acordo com o seu pet e o ambiente.

A escolha por meio da análise do ambiente e seu cachorro é motivada pelo fato de que alguns cães têm dificuldade de ingerir comprimidos, o grau de sensibilidade alérgica ser maior e a quantidade de parasitas no local.

  • Comprimidos: indicados aos bichos de estimação alérgicos às pipetas e em caso de infestação excessiva. Os comprimidos são via oral, de rápida ação, que têm duração variada de 1 mês a 3 meses. Algumas das melhores marcas são o Bravecto e o NexGard;
  • Pour on (ou pipetas): popular entre os veterinários e pets, as pipetas são aplicadas na nuca do animal e pode demorar 24 horas para gerar efeito;
  • Spray: oferece combate imediato ou após as quatro horas ou três dias do uso. Recomendado principalmente aos filhotes devido á baixa concentração de medicamento;
  • Coleiras antipulgas: não apenas contra pulgas, você pode encontrar coleiras antipulgas e carrapatos. Essa é uma das melhores opções aos pets que vivem em ambiente externo, sendo utilizada como uma coleira comum. Apesar de excelente, não promete a morte dos parasitas, mas sim o afastamento;
  • Sabonetes, shampoos e talcos: utilizados principalmente como uma adição ao tratamento. Os sabonetes e shampoos são aplicados durante banhos rotineiros do tratamento. Garantem efeitos instantâneos, devendo ser retirados após algum momento, no caso de shampoos e sabonetes, após dez minutos.

Embora seja de fácil administração, é preciso o acompanhamento médico e a leitura da bula do medicamento.

Importância das recomendações do fabricante

Pessoa lendo bula de remédio Fonte: Piauí hoje

Assim como qualquer outro remédio de uso humano, os fármacos manipulados em animais de estimação devem conter as indicações dos fabricantes. Essas que serão responsáveis por apresentar a forma de utilização, advertências, motivos do medicamento, princípio ativo contido, entre outras informações.

Dessa forma, respeitar essas recomendações garantirá o bom entendimento do produto e sua aplicação. Pois o manuseio incorreto pode causar perda do efeito ou mesmo intoxicação do seu cão.

Isso porque cada remédio para carrapato e pulgas há um cálculo da quantidade ideal, de acordo com o peso. Portanto não deixe de seguir as sugestões do médico veterinário e ler a bula.

Como acabar com a infestação de pulgas

Pessoa limpando Fonte: Tudo sobre cachorros

Além dos antipulgas para cachorros, acabar com a infestação desses parasitas irá assegurar um bom cuidado e uma ótima prevenção. Uma vez que esse feito dependerá do tratamento ao pet e ao ambiente.

Os cuidados ao seu animal de estimação se trata de consulta, aplicação dos antipulgas e carrapatos, banhos rotineiros e isolar o pet infectado de outros saudáveis.

Enquanto isso, no ambiente, você precisará aspirar toda a casa; lavar lençóis e roupas; limpar colchões, sofás, tapetes e cortinas; e passar pano na casa inteira.

Dependendo da gravidade da infestação, será necessário o uso de produtos repelentes no local. Já que nem todos os antipulgas eliminam esses insetos.

Independentemente do tipo de tratamento realizado, não deixe para depois o combate. A demora para o primeiro passo é o desenvolvimento do sofrimento do seu cão.

Cuidados com os remédios antipulgas para cachorros

Filhote de cachorro na grama - Antipulgas para cachorros Fonte: Blog do cachorro

A compra de antipulgas para cachorros não precisa obrigatoriamente de idas ao profissional, sendo as pulgas um problema comum e o medicamento vendido sem necessidade de prescrição médica.

Contudo o cuidado com esses remédios deve ser rigoroso, pois o uso incorreto da substância ou mesmo o não ideal, pode ocasionar riscos. Como: intoxicação ou diminuição do efeito.

Além disso, outra preocupação com essa condição deve ser com o possível surgimento de novas doenças. De modo que, em muitos casos, é importante a consulta para o tratamento das pulgas, juntamente às lesões e complicações originadas.

Por fim, dê uma olhada ainda hoje nos pelos e comportamento do seu cão. Em situação de suspeita de qualquer doença, o leve à clínica veterinária e mantenha a frequência de um mês ou três meses de antipulgas, segundo recomendações médicas e do fabricante.

 

Assim como você que não gosta de incômodos devido doenças, seu pet detestará as coceiras e mal-estar causados pelas pulgas. Então seja responsável e cuidadoso, observe hoje.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.