Contato
Home >> Blog

Parvovirose canina: Sintomas, causas e tratamentos da doença!  

Fonte: Superinteressante

Assim como nós aqui da SOS Cãopanheiros, você também sabe que nossos bichinhos de estimação são parte da família e os cuidados muitas vezes são redobrados para que nenhuma doença venha a nos trazer preocupação. Como as doenças humanas, as doenças virais também estão entre o meio dos bichanos, como exemplo, a parvovirose canina.

Apesar do nome assustar, essa doença pode ser evitada com uma série de cuidados. Muitas vezes, mesmo com o tratamento adequado, a cura pode ser difícil e é sempre melhor prevenir do que remediar, certo?

Por isso, hoje iremos conhecer mais suas causas e seus tratamentos. Vem com a gente e aprenda como proteger o seu amigo pet.

 

+Veja também Vacinas para cães: Conheças as mais importantes para o seu pet!

 

O que é parvovirose canina?

Cachorro sendo cuidado

Fonte: Clinica Pet Pillow

Afinal, o que é essa doença canina que tanto assusta os tutores? A parvovirose canina, é uma doença infectocontagiosa entre cães, ou seja, é transmitida facilmente. O vírus responsável pela doença chama-se parvovírus e acomete principalmente filhotes, pela imunidade ainda frágil e cães adultos que não foram vacinados.

Independente do sexo ou raça do cãozinho, ao ter contato com locais ou animais acometidos com a doença, as chances de ser infectado são altas. O vírus uma vez em contato com o ambiente, pode permanecer nele durante anos.

Da mesma maneira que as doenças humanas, a parvovirose contem cepas e se não tratado corretamente, poderá levar a óbito.

Sintomas da doença

Cachorro com sintomas

Fonte: Pix Here

Os primeiros sintomas de um cão antes saudável que foi contaminado com a parvovirose podem aparecer de 2 a 3 semanas.

É importante salientar que a parvovirose em seu início pode ser confundida, como por exemplo, com a doença cinomose. Esta também acomete 80% dos cães não vacinados e senão tratada, leva a óbito.

Estas duas apresentam sintomas parecidos, porém, recebem remédios administrados diferentes. Portanto, leve sempre seu bichano a um médico veterinário para que possa ser averiguado.

Os sintomas da parvovirose podem começar a serem visíveis a partir da falta de apetite, logo evoluindo para apatia total, que consiste em um cão que antes era saudável e fazia suas atividades feliz, passar a relutar em se levantar e seguir comandos simples.

Logo após, é seguido de uma gastroenterite hemorrágica aguda (diarreia com sangue, ou, sem sangue, porém, com cheiro forte.) Seguido por vômitos. Febre em alguns casos também pode ocorrer.

Nesse estágio, o animal já começa a desidratar e a situação piora rapidamente. Se acaso ainda não tiver sob o cuidado de medicamentos, a chance de óbito ou de graves sequelas ultrapassam a 90%.

 

+Veja também Cinomose: Sintomas e algumas dicas de tratamento para a doença!

 

Causas da Parvovirose Canina

Cachorro com olhar triste

Fonte: Uol

Para a causa da infecção por parvovirose, não há muitos fatores determinantes. Sua relação está estritamente ligada ao contato direto com o vírus, independente da saúde do cão.

A parvovirose é uma doença infectocontagiosa, como já dito. Acomete principalmente os animais que não cumpriram o esquema vacinal, ou seja, não tomaram as vacinas V8 E V10, que são as eficazes na prevenção contra a doença.

O parvovirus entra no corpo do animal e afeta diretamente as células intestinais, causando assim, inflamação grave no local.

Tratamentos

Cachorro no veterinário

Fonte: Vida de Animal

A dúvida que assola a maioria dos tutores é quanto a parvovirose ter cura, e, felizmente temos uma boa notícia! Sim, possui. Com os cuidados e tratamentos seguidos a regra, as chances de seu cãozinho voltar a saúde normal são gigantes.

Vale lembrar que a doença não possui remédios específicos, por isso, é tão importante as consultas com um médico veterinário. O tratamento adequado é feito por meio de vitaminas, soro para que o cãozinho reidrate dos líquidos perdidos, remédios antibióticos para combater o vírus de maneira eficaz, remédios para cólicas intestinais, entre outros.

Em casos mais graves, a internação deverá acontecer para que o médico veterinário possa acompanhar o quadro de evolução do bichano.

Ademais, a limpeza e desinfecção do ambiente onde estava o cãozinho fica por conta de seus tutores e é uma parte muito importante, para que não venha a reincidir a doença novamente ou até então contaminar outros cães.

Em suma, quanto mais rápido for o diagnóstico e o início do tratamento, mais eficaz ele será.

Transmissão entre pets

Cães brincando no gramado

Fonte: Petlove

Como dito aqui em nosso artigo, o parvovirus é uma espécie de vírus tão potente que ele em contato com um ambiente, pode ficar meses, ou até mesmo anos incubado. Seu cão pode ser infectado pelo simples fato de estar em um ambiente onde houve infecção por parvovirus.

Além disso, o seu pet pode ser infectado também entrando em contato direto com as fezes, saliva ou vômito de um cão infectado no mesmo ambiente.

Como prevenir o vírus da parvovirose canina

Cachorrinho sendo examinado

Fonte: Canal do pet

Para prevenção da parvovirose, a vacinação é de extrema importância. Será uma vacina polivalente que é eficaz também na prevenção de outros tipos de vírus, como a cinomose.

Ela se faz essencial que se dê nos primeiros meses de vida do cãozinho, entre 6 a 8 meses de vida. Logo após, as doses de reforço precisam ser anuais, dose única. Lembre-se sempre de consultar um médico veterinário para saber como anda a saúde de seu amigo pet.

Desinfecção em um ambiente contaminado também sempre fará toda a diferença. Água sanitária pode te ajudar nesse processo. Repita o processo uma vez na semana e certifique-se que o cão não estará por perto durante o processo.

Parvovirose canina tem cura?

Cão saudável correndo no gramado

Fonte: Pet fisio

O parvovirus apesar de ser um DNA vírus muito forte, felizmente, tem cura. O diagnóstico quanto mais cedo ser feito, e iniciado o tratamento de forma adequada, maiores chances de cura sem nenhuma sequela ou internação.

Os primeiros dias de infecção serão os mais críticos e é neles em que se demanda mais cuidado, com o tratamento, as chances de evolução da doença são mais baixas.

Todo tutor ao notar os primeiros sintomas, é imprescindível que leve emergencialmente ao médico veterinário mais próximo.

Quanto tempo dura a parvovirose?

Cachorro deitado

Fonte: Pet Care

A duração da infecção no cãozinho pode variar em questões como as condições de saúde do animal e a idade, como por exemplo: Os mais novos e os mais idosos já começam de um estágio perigoso, pois a sua imunidade é bem baixa relacionados a cães em idade adulta.

Em cães devidamente vacinados, mas, que mesmo assim foram acometidos pelo vírus, o tratamento pode durar menos semanas. Porém, em pets que não foram vacinados, um protocolo de tratamento de 4 a 6 semanas será no mínimo imprescindível.

Lembre-se de não ter pressa, é um vírus muito violento e que durante sua ação compromete o organismo do bichano.

Ademais, nós aprendemos aqui que a prevenção é sempre a melhor escolha. Esteja com as vacinas do seu pet sempre em dia, acredite, é menos trabalhoso do que o fato de remediar doenças.

Tenha responsabilidade com o seu melhor amigo e lembre-se de compartilhar nossa matéria sobre a parvovirose canina com todos mães e pais de cãezinhos que conhece!

 

Portanto, fique com a gente para estar sempre inteirado no mundo pet. Um lambeijo!

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.