Contato
Home >> Blog

Alergia em cachorros: Causas e tratamentos para o problema!

Cachorro deitado na grama

Por vezes, observar seu pet se coçar com as patas ou mordiscar o corpo pode parecer comum. No entanto isso também podem ser sintomas de alergia em cachorros.

A reação alérgica surge a partir do momento em que o sistema imunológico identifica algo incomum, considerado agressivo ao corpo. Esse fator podendo variar de parasitas à produtos químicos.

Além disso, sendo a pele o maior órgão do corpo de qualquer ser vivo, por meio dela o organismo é capaz de apresentar diversas anormalidades. De modo que estar ciente das mudanças em seu pet e de tudo sobre a alergia em cachorros se torna essencial.

Sintomas

Cachorro se coçando Fonte: Cachorro gato

Coceiras, descamações e feridas são manifestações comuns de qualquer alergia em cachorros, independentemente de sua causa. Contudo isso pode ser exteriorizado em apenas um local específico ou disperso pela pele.

De forma geral, os sintomas dessa doença podem ser:

  • Coceiras intensas por todo o corpo ou localizadas nas orelhas, patas ou outras regiões;
  • Lambidas excessivas como maneira de diminuir o incômodo provocado pela sensibilidade da pele;
  • Lesões contendo secreções;
  • Vermelhidão cutânea;
  • Queda dos pelos;
  • Sonolência ou desânimo;
  • Irritação nas orelhas, acarretando mais coceiras e o sacudir da cabeça frequente;
  • Inchaço ou bolinhas de pus (pústulas) na pele;
  • Espirros;
  • Mal estar.

Como uma das possíveis causas de alergia em cães pode ser a alimentação, nessas circunstâncias seu animal de estimação terá náuseas, vômitos, flatulências, diarreia, perda de peso e apetite, arrotos e desânimo.

Embora seja de conhecimento comum e simples a identificação dessa enfermidade pelos donos, seu diagnóstico correto é difícil de ser realizado. Visto que o médico veterinário não é capaz de definir certamente a causa da alergia por meio de exames.

Sendo assim, a análise e declaração do fator responsável é feito por meio de exclusão das possibilidades. Efetuada pela investigação dos hábitos, histórico e sintomas do seu pet.

Outro modo de reconhecimento pode ser pela retirada de todo elemento suspeito do ambiente do seu cão. Seguido pela inserção gradual dos objetos retirados, até que haja o aparecimento dos indícios de alergia canina novamente.



Causas de alergia em cachorros

Pet com alergia Fonte: Barkibu es

O aparecimento de problemas de pele não é incomum tanto em humanos quanto em pets. Já que há diversos elementos e condições que podem originar esse distúrbio. Dessa forma, especialistas classificaram os tipos de alergias, como:

  • Hipersensibilidade alimentar: as rações industriais são as principais causadoras dessa situação. Isso porque contêm alimentos, corantes e conservantes que podem ser hostil ao intestino do seu cão. Nesses casos, uma boa opção pode ser trocar a ração do seu bichinho de estimação ou oferecer comida natural;
  • Dermatite atópica: segundo motivo mais comum de alergia em cachorros. A dermatite atópica se manifesta quando o cão respira, cheira ou entra em contato com pólen, bactérias, ácaro, poeira e fungos. Algo que acontece devido uma grande maioria dos pets viver a maior parte do tempo dentro das residências, o que dificulta a criação de resistência a esses elementos;
  • Dermatite alérgica à picada de ectoparasitos (DAPE): originada da saliva de pulgas ou carrapatos;
  • Dermatite autoimune: ocorre quando o organismo do animal falha, reagindo às células do próprio corpo. De modo que há o aparecimento de lesões ou inflamações na pele;
  • Dermatite dérmica: de difícil identificação do agente responsável. A dermatite dérmica surge pelo contato de substâncias e objetos com a pele. Podendo esses serem: produtos de higiene ou de limpeza, tecidos, coleiras antiparasitas, medicamentos, entre outros.

 

+Veja também Pulgas: Aprenda a proteger seu cachorro e a casa desse problema!

 

A alergia em cachorros é uma doença que, assim como outras, pode ser influenciada pela genética canina. De modo que algumas raças são mais propensas a adquirir, já que pode se tratar de um problema hereditário.

Assim, algumas raças conhecidas por essa propensão são: Shar-Pei, Shih-Tzu, Poodle, Pug, Dálmata, Boxer, Shiba Inu, Beagle, entre outros. Por isso, é essencial conhecer o histórico da raça.

 

+Veja também Dálmata: Características e algumas curiosidades da raça!

 

Tratamento do problema e prevenção

Cachorro tomando banho Fonte: Clube para cachorros

Reconhecendo a existência dos sintomas e das diversas causas da alergia em cachorros, a consulta com o veterinário e a realização dos exames se tornam fundamentais para um bom tratamento.

Em circunstâncias de dermatite canina por pulgas, carrapatos, fungos ou bactérias, o seu pet deverá tomar medicamentos que combaterão a proliferação desses agentes. Além de, anti-histamínicos para o controle da coceira e outros remédios específicos para a causa e manifestações secundárias.

Por outro lado, em caso de alergia alimentar, o ideal é a mudança de dieta e alimentos, por prescrição e aconselhamento médico. Pois a alteração impensada pode gerar novas complicações, por consequência da variação do nível de nutrientes.

Apesar dessa e demais dicas, há situações em que esse problema não possui cura. Dependendo da modificação da rotina do dono e do pet, demandando tempo e dinheiro. Sendo preciso:

  • Dar banhos semanais e secar corretamente;
  • Medicar com anti-histamínicos e anti-pulgas;
  • Hidratar a pele do seu pet com sprays hidratantes;
  • Escovar e observar a saúde de pele do seu pet, todos os dias;
  • Oferecer o alimento correto;
  • Manter a casa limpa sem a utilização de produtos de limpeza agressivos.

Para prevenir essa doença, você pode seguir alguns dos tópicos citados acima. Portanto dê banhos, segundo a frequência necessária para o seu cachorro; escove os pelos e esteja atento aos indícios; dê remédio anti-pulgas e carrapatos; alimente com ração de qualidade; forneça as vacinações em dia; e, por fim, mantenha a casa limpa.

 

Sabendo que a alergia em cães é uma doença comum aos pets, já que a pele exprime qualquer anormalia no organismo, por que não dar uma olhadinha no corpo do seu bichinho de estimação agora?

A percepção de uma enfermidade pode demorar, mas não o seu tratamento e bom cuidado.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.