Contato
Home >> Blog

Maltês: Veja informações importantes sobre esses cãozinhos fofos!

Cachorro da raça Maltês

Além do tamanho pequeno, a pelagem do Maltês e seu jeitinho brincalhão são as marcas da raça. Sendo difícil não reconhecer esse cachorro assim que o vemos.

Contudo, não apenas devido às características citadas anteriormente, mas também outras mais que podem surpreender quem anseia por esse animalzinho ao seu lado. Tem se tornado a sétima raça mais adorada entre os brasileiros.

Se a sua ideia é adotar ou comprar um Maltês por causa do seu tamanho e personalidade encantadora, lembre-se que assim como qualquer outro bicho de estimação ele dependerá de cuidados. Portanto saiba mais sobre esse pet e descubra se você é capaz de cuidar desse cãozinho.



Principais características da raça Maltês

Cachorro feliz - Maltês Fonte: Dog hero

As principais características desse cachorro estão ligadas especificamente ao seu pequeno porte e personalidade. Já que o Maltês é uma raça pequenina, inteligente, dócil e amorosa, a ponto de ser reconhecida como cão consolador ou cão de colo.

Sua existência é amada por muitos, desde a Antiguidade. Algo afirmado principalmente devido aos registros encontrados, sendo eles esculturas, poemas e desenhos desse animal de estimação.

  • Origem: Ilha de Malta;
  • Grupo: cães de companhia, segundo a Federação Cinológica Internacional;
  • Pelagem: de coloração branca ou num tom de marfim, seus pelos são longos, lisos e densos. Por vezes, você pode observar Malteses com pelagem curta, mas essa se trata de uma escolha de tosa do dono. Chamada de tosa bebê ou filhote, pois dão uma aparência mais fofa e mais fácil de ser mantida;
  • Altura: variável de acordo com o gênero, sendo 21 a 25 centímetros, aos machos; e 20 a 23 centímetros, às fêmeas;
  • Peso: apesar de a altura ser diferente, o peso é o mesmo, sendo de 3 a 4 quilos para ambos os gêneros;
  • Expectativa de vida: de 12 a 15 anos.

A raça Maltês é considerada aristocrática e sofisticada, visto que esses cães já pertenceram à Rainha Maria Stuart, da Escócia, e a alguns imperadores romanos. Os últimos foram responsáveis por sua pelagem padrão branca, pois essa cor era símbolo do divino.

Dessa forma, Malteses com pelos de outra coloração são considerados indesejados e imperfeitos. Embora todos sejam adoráveis.

Temperamento: Inteligência, obediência e socialização

Cão no gramado Fonte: Raças de cachorro

Reconhecendo o amor, carinho e apego dos cães da raça Maltês, muitos donos creem que esse afeto será comum aos outros animais e pessoas. No entanto, dependendo da sua criação, esses pets podem ficar possessivos e agressivos na presença de estranhos.

Logo o adestramento ainda na fase filhote é essencial para uma boa adaptação e socialização com demais bichos de estimação, visitas e, particularmente, crianças. Isso porque essa raça costuma se dar melhor com crianças mais crescidas, porém pode se dar bem com qualquer idade quando bem treinado.

Além disso, tem como ponto positivo sua inteligência e obediência, mesmo sendo um cachorro um pouco teimoso. Sendo classificado em 59º lugar no ranking de cão mais inteligente do mundo, segundo o doutor Stanley Coren, em seu livro “A Inteligência dos Cães”.

Quinquagésimo nona posição não parece algo bom, quando pensamos que é em relação à setenta e nove outros caninos. Entretanto o Maltês é tão inteligente e obediente que, além de ser um cão de companhia, também é protetor e bom competidor.

Outra característica que talvez poucos conheçam é sua energia excessiva. Algo que pode provocar muitos latidos e destruição na casa, quando entediado ou sozinho por muito tempo. Portanto, aos donos que não disponibilizam disso, talvez essa raça não seja a ideal.

Porém não desista ainda. Com alguns minutinhos de exercícios e brincadeiras diárias você é capaz de lidar bem com o seu pet.

Saúde e cuidados com esse pet

Pet no gramado Fonte: Cachorros incríveis

Semelhantemente a outros cães que já comentamos aqui no site, o Maltês possui uma predisposição à algumas doenças. Sendo elas: luxação da patela, ou seja, mau encaixe nas articulações, alergias, obesidade, problema cardíaco devido à má formação do canal arterial e problemas hepáticos.

Imagino que tenha se assustado com todas essas doenças, contudo saiba que isso é bem incomum. Já que, apesar do seu tamanho, esse cão é bem resistente e ativo.

De qualquer forma, ao identificar qualquer alteração comportamental ou fisiológica, como: cansaço, dificuldade de respirar, perda ou ganho de peso, entre outros, não deixe de consultar o médico veterinário. Apenas isso será capaz de ajudar o seu animal de estimação ainda no início da doença.

Entre outros cuidados importantes, procure:

  • Fornecer todas as vacinas, check ups e vermifugações anuais, a partir dos 45 dias de vida;
  • Escovar os pelos do seu pet diariamente, pois assim você conseguirá evitar nós e manter o pelo brilhante e liso;
  • Dar banhos frequentes, assim que a coloração do pelo do animal começar a ficar manchado. Essa será uma boa maneira de cuidar da pelagem;
  • Escovar os dentes regularmente, pois esse cão tem tendência ao tártaro e outros problemas dentários;
  • Adestrar com o método do reforço positivo, já comentado no artigo sobre petiscos para cachorro;
  • Realizar caminhadas de 60 minutos por dia. Isso porque o Maltês pode engordar facilmente, devido seu metabolismo lento;
  • Não deixar sozinho dentro de casa por muito tempo, pois esse pet necessita de muita atenção e amor. Podendo ficar estressado e deprimido na sua ausência.

Curiosidades sobre o Maltês

Cachorro correndo Fonte: Portal do dog

Além de todas essas informações, você pode conhecer um pouco mais sobre o Maltês, como seu segundo nome Bichon Maltês e outras nomeações mais.

  • História: não bastando seu passado como cão de aristocratas, esse animal também foi muito importante em sua função. Sendo essa semelhante ao do Pinscher, como caçador de ratos. Já que sua energia e porte facilitavam o trabalho;
  • Símbolo: sabemos que você já conhece a simbologia da cor elaborada pelos romanos. Porém havia outro mais, garantindo grande importância na Europa e no Egito, da mesma forma que os gatos. Visto que acreditava-se que os Malteses eram capazes de curar doenças;
  • Nomes: você já deve imaginar o porquê do nome Maltês, caso ainda não saiba, tem muito a ver com o seu local de de origem: Malta. No entanto, além desse, anteriormente, já foi conhecido por Maltês Terrier, o cão leão Maltês, Spaniel Gentil, o cão das senhoras romanas, cão consolador, cão Melitaie e cão de choque. Por causa da sua personalidade e função de caçador de ratos.
  • Origem: Malta. No entanto, além desse, anteriormente, já foi conhecido por Maltês Terrier, o cão leão Maltês, Spaniel Gentil, o cão das senhoras romanas, cão consolador, cão Melitaie e cão de choque. Por causa da sua personalidade e função de caçador de ratos.

 

Diz para a gente se essas informações e demais curiosidades não te surpreenderam e atraíram ainda mais a essa raça.

Se você, sua família e amigos pensaram que era apenas um cão de madame, então compartilhe esse artigo com outras pessoas e espante-as também! Esse cão será capaz de muito mais que companhia, mas também proteger sua casa e mudar sua vida.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.