Contato
Home >> Blog

Cachorro latindo: Conheça alguns motivos e saiba o que fazer!

Cão latindo

É comum vermos um cachorro latindo para outro ou mesmo quando há sinal de perigo ou que tal aqueles de pequeno porte que tentam enfrentar os grandalhões? Como por exemplo o Pinscher.

Quando observamos tal comportamento, para muitos isso pode ser algo normal ou mesmo da personalidade do pet. No entanto, caso os latidos ocorram com muita frequência, você deve se atentar. Já que há algo incomodando o seu cão, podendo interferir em seu bem-estar.

Além disso, o cachorro latindo muito pode ser sinal de que algo não anda bem com a saúde emocional ou mesmo física do animal. Portanto descubra os principais motivos e maneiras de acalmar esses latidos.



Por que os cães latem?

Cachorro no gramado Fonte: Petz

Durante os latidos caninos, há muitos vizinhos e até mesmo parentes que podem se irritar com tal atitude. Dessa forma, é fundamental descobrir o motivo do latido para que assim todos vivam bem e em harmonia.

Por vezes, o cachorro possui uma falta de adestramento que pode originar os latidos excessivos. Visto que é a maneira dele se comunicar com você ou mesmo de chamar a atenção do dono. Outras razões estão relacionadas a:

  • Sentimentos negativos: como por exemplo o tédio, estresse, medo e a frustração. Algo recorrente em animais que ficam muito tempo sozinhos em casa. Nesses casos, os cães podem latir, uivar ou mesmo chorar como forma de demonstrar tristeza e solidão;
  • Dor: agora não falando de dor emocional, mas sim física. Essa reação é perceptível quando você vê que o seu cão começou a latir repentinamente, de forma intensa e frequente;
  • Proteção: você deve conhecer algum cachorro que late durante a presença de visitas. Esse não é um instinto agressivo, porém sim de desconfiança e proteção à sua família. Nestes casos, para cancelar resposta, o melhor a se fazer é iniciar um bom adestramento.

Apesar dessas explicações breves, com certeza você ainda deve se perguntar “como conseguirei distinguir a razão do meu animal?”. Para isso, analise alguns aspectos: momento dos latidos, características dos latidos (intensidade, sonoridade, frequência…) e expressões corporais.

As expressões corporais indicam muito sobre as emoções do seu amigo canino, então aprenda um pouco sobre seu jeitinho e seus motivos. Caso você ainda esteja com muita dúvida sobre o fator responsável pelos latidos, procure um médico veterinário.

O profissional poderá examinar o seu animal e possivelmente descobrir a causa dos latidos.

O que fazer com o cachorro latindo: Dicas para acalmar o seu pet

Cachorro latindo Fonte: M de mulher

A partir do momento em que o dono observa o cachorro latindo, há aqueles que logo iniciam as punições e broncas. Contudo você deve parar, se essa é a sua técnica. Pois os latidos são uma forma de comunicação do seu pet.

Portanto, para acalmar ou mesmo evitar que os pets latam tente:

  • Treinar o seu animal com a palavra “quieto”. Para isso, assim que o seu cão começar a latir diga “quieto”, espere ele se acalmar e assim que parar lhe ofereça carinho, petisco e um elogio. Com o passar do tempo, o seu bicho de estimação entenderá o comando “quieto”;
  • Dar mais atenção e praticar atividades físicas;
  • Oferecer brinquedos e outras formas de entretenimento;
  • Fechar as cortinas das janelas. Principalmente caso o seu animal é daqueles que latem para qualquer coisa que passa em frente à casa, como outros pets, pessoas e transportes.

Essas são algumas das nossas sugestões. Porém, caso nada disso funcione, talvez a causa seja física, logo a procura pelo veterinário será essencial para o tratamento de uma possível doença.

Além disso, o profissional pode oferecer a você recomendações diferentes que podem ajudar com os latidos do seu cachorro.



Cachorro latindo por causa do dono

Cachorro Fonte: Diário do jaraguá

Se você ainda não entendeu que o seu cachorro pode estar latindo por sua causa, então comentaremos um pouco mais sobre isso. Ainda mais que você será o único capaz de aliviar esse comportamento.

Aos tutores que possuem uma rotina agitada e com pouco tempo disponível, sabemos o quanto é difícil dar atenção aos seus pets. Entretanto esses sentem uma tremenda falta dos pais humanos que passam muito tempo fora de casa, no trabalho ou no estudo.

Sendo assim, o que indicamos é a prática de exercícios físicos e brincadeiras que possam entreter o seu animal. Além de alguns brinquedos que podem distraí-lo, em sua ausência.

Apesar disso, ainda há quem diga que não possui tempo nenhum para seus bichinhos. Nesses casos, que tal contratar um dog walker ou mesmo colocar o seu animal em um tipo de creche, que seriam os hotéis.

Outro motivo causado pelos donos, pode ser devido o cachorro viver em uma família barulhenta. Logo o pet irá imitar as ações de seus tutores, sendo tão barulhento quanto.

Dentre esses métodos, algum pode ajudar a acalmar o seu cão e mantê-lo mais feliz. Evitando também o estresse e o tédio. Além da ansiedade.

Tratamento para o problema

Cão no gramado Fonte: Petz

O latido é um comportamento que nem todos os donos compreendem, até porque nós humanos não falamos cachorrês. No entanto nossos animais precisam de paciência e compreensão. Assim:

  • Seja paciente;
  • Procure entender a razão dos latidos;
  • Combata o problema. Caso seja necessário, procure consultar o médico veterinário;
  • Adestre por meio do método do reforço positivo;
  • Ofereça um ambiente tranquilo e brinquedos o suficiente para que seu animal se distraia;
  • Brinque e realize exercícios com o seu cachorro.

Seguindo essas dicas, com certeza o seu animal e seus vizinhos ficarão mais tranquilos e felizes. Que tal então compartilhar também a quem precisa?

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.