Contato
Home >> Blog

Troca de dente canina: Saiba como ajudar seu pet nesse momento!

Dentição canina

A troca de dente canina é um processo comum aos cães, da mesma forma que a queda de dente de leite em crianças. Portanto, se você é um tutor de primeira viagem, não se preocupe.

Por vezes, pode acontecer de você se assustar quando os dentes de leite começam a cair, acreditando que isso se deve devido ao pet morder objetos ou alimentos duros demais para um filhote. Contudo a resposta para isso não é essa.

Apenas é normal. Visto que a dentição inicial é adequada ao tamanho da boca do animal. Posteriormente, sendo substituída por outra, que chamamos de dentes definitivos ou permanentes.

Se o bem-estar e qualidade de vida do seu bicho de estimação é importante para você, então não deixe de cuidar da saúde bucal. Essa que costuma ser esquecida por muitos donos.



Diferença entre dente de leite e dente permanente canino

Dentes canino Fonte: Animais cultura mix

Você já deve ter percebido que os filhotes de cão ou gato possuem dentes pequenos, brancos, finos e de aspecto frágil. Essa é a fase em que os chamamos de dentes decíduos ou de leite.

Embora pareça perigoso que mordam diversos objetos ou mesmo as pessoas, isso não é algo grave. Desde que não sejam elementos extremamente pequenos, que possam ser engolidos facilmente. Além disso, tome cuidado com as mordidinhas, pois podem doer. Já que se trata de dentições finas e afiadas.

Essa mania de mordiscar tudo e a todos, tem como principais motivos: o desejo de brincar, a troca de dente canina, estresse, ansiedade, falta de exercícios físicos ou mesmo quando querem algo. Como: comida, água ou atenção.

Enquanto isso, para identificar os dentes permanentes, é uma tarefa bem fácil. Isso porque são maiores, mais fortes, amarelados (tom marfim) e brilhantes. Necessitando de cuidados diários para o resto da vida. Uma vez que estarão na boca do seu pet para sempre.

Dessa forma, assim como você escova seus dentes diariamente, faça o mesmo com o seu cachorro. Para que assim não surjam doenças dentárias.

Quando começa a troca de dente canina

Cachorro troca de dentes - Troca de dente canina Fonte: Petz

A troca de dente canina e mesmo felina inicia a partir dos quatro a seis meses de vida. Mas tenha em mente que isso varia entre os cães, já que os dentes de leite nos cachorros de pequeno porte caem mais tarde que nos de grande porte.

Quando filhote, o animal possui apenas 28 dentinhos. Já na fase adulta, passa a ter 42. Esse processo pode ser imperceptível em alguns casos, pois o cão costuma engolir os dentes de leite. Porém não se preocupe, não fará mal ao seu pet.

A queda dos dentes do cachorro é gradual, semelhantemente ao humano. De modo que não caem todos de uma vez. Sendo assim, a duração da troca dentária pode ocorrer em dois meses.

 

+Veja também Dentista para cachorro: Porque devemos cuidar da saúde bucal do pet!

 

Sintomas que podem ser identificados durante esse processo

Cão deitado Fonte: Mdemulher

Não sendo um desenvolvimento fácil ao seu cão, você pode observar algumas mudanças comportamentais e fisiológicas. Essas serão de fácil identificação para que você dê os primeiros passos para os cuidados aos dentes caninos.

  • Incômodo bucal ainda com o dente de leite amolecendo, buscando morder objetos. Já que sentirá uma coceirinha na gengiva;
  • Mau hálito. Quando isso acontecer, é indicado que não escovem os dentes do pet ou faça com muito cuidado, para que assim não o machuque;
  • Perda de apetite, por causa do incômodo dentário;
  • Sangramento na gengiva, dores, febre e sensibilidade. Comum devido à troca de dentição.

Além disso, esteja atento a alguns riscos e complicações durante essa substituição, como: dupla dentição.

A dentição dupla é um problema dentário que acontece quando novos dentes nascem, sem os decíduos terem caído.

A propensão a isso é vista em cães de pequeno porte, como Yorkshire, Pinscher e Maltês.
Quando isso é observado, sugerimos que leve seu pet ao médico veterinário. Pois, caso não bem tratado, podem ocorrer acúmulos de restos de comida, originando mau hálito, desvio da mordedura e cálculo dentário (tártaro). Em casos mais extremos, pode haver o surgimento de doenças periodontais.

 

+Veja também Maltês: Veja informações importantes sobre esses cãozinhos fofos!

 

Cuidados com o pet durante a troca dentária canina

Dentes cachorro Fonte: Clube para cachorros

No decorrer da troca de dente canina, basta você continuar higienizando a boca do seu cachorro, porém com menos frequência e mais cuidado. Até que haja a substituição total. Outras dicas são:

Sempre examinar a boca do seu animal para ter a certeza de que os dentes estão nascendo corretamente

Tomar cuidado com as brincadeiras. Não brinque de cabo de guerra ou mesmo outra atividade que possa machucar a gengiva do seu pet;

Fornecer brinquedos mais macios. Há alguns próprios para essa fase do seu pet;

Dar alimentos úmidos, caso perceba uma falta de apetite. Para isso, tente misturar água ou ração úmida;

Não tentar arrancar o dente de leite.

Fundamental a esse período é a sua companhia, carinho e amor.



O que fazer se o dente de leite não cair

Cachorro com os olhos fechados Fonte: Portal do dog

Em casos dentição dupla, leve seu cão à uma consulta com um profissional, assim que perceber. Pois a demora do tratamento pode ocasionar complicações e outros problemas.

Quando levado ao médico veterinário, a extração dos dentes decíduos é a melhor opção. Podendo acontecer entre os 5 ou 6 meses de vida do animal. Não espere um ano para realizar esse procedimento.

Posteriormente a todas essas mudanças, não pense que os cuidados dentários param por aí. Lembre-se que, assim como você cuida dos seus dentes, deve tratar os dos seu cãozinho.

 

+Veja também Otite canina: Descubra como evitar e tratar o problema!

 

Apesar de trabalhoso, será muito melhor que cuidar de complicações.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.