Contato
Home >> Blog

Gravidez psicológica em cães: Informações sobre esse problema!

cachorrinha-dormindo-com-urso-de-brinquedo

Da mesma forma que nas mulheres, a gravidez psicológica em cães acontece, sendo uma ocorrência bem comum. Atingindo, na maioria das vezes, cadelas não castradas.

Por vezes, para alguns donos, essa situação pode parecer engraçada ou até mesmo fofa. No entanto, a partir do momento em que a cadela apresenta os sintomas da doença, ela passa por mudanças comportamentais, psicológicas e físicas, além de grande produção de hormônios.

Se você também se preocupa com sua companheira canina, é importante conhecer tudo sobre a gravidez psicológica em cadelas. Sabendo seus sintomas e causas, você será capaz de tratar e prevenir, evitando que a gravidez seja uma experiência ruim.



Como identificar os sintomas de gravidez psicológica em cães

Cachorra com sintomas de gravidez - Gravidez psicológica em cães Fonte: Mapa dos bichos

A gravidez psicológica em cães, também denominada como pseudociese ou pseudogestação, é um distúrbio hormonal que acomete principalmente cadelas não castradas. Porém não sendo uma exceção, visto que os sintomas da doença podem aparecer em até três meses após a castração.

Nessas circunstâncias, há alterações hormonais que permitem a manifestação da pseudociese em dois a quatro meses após o cio. Essas que se referem às mudanças:

  • Comportamentais: criação de ninhos, adoção de qualquer tipo de objeto como filhote, atenção e proteção ao “filhote” e lambedura das mamas;
  • Psicológicas: irritabilidade, agressividade, depressão e carência;
  • Físicas: aumento das glândulas mamárias e do abdômen, produção de leite, falta de apetite e fadiga.

 

+Veja também Vacina anti cio: Conheça os perigos desse medicamento!

 

Os sintomas psicológicos são explicados devido ao fato da cadela acreditar ter filhotes aos quais deve cuidar e proteger. De modo que ela não permitirá a aproximação do dono e outras pessoas aos seus pertences.

Além disso, durante a gravidez psicológica canina, o distúrbio hormonal é intenso, podendo aumentar o tecido mamário e produzir leite. Consequentemente causando a piora e duração da doença. Já que as mudanças corporais fazem com que as cachorras considerem a situação como sendo real.

Normalmente, essa doença persiste por duas semanas, sendo esse o período de atividade hormonal. Contudo há exceções, de forma que é recomendada a procura pelo médico veterinário independentemente da situação.

 

+Veja também Gestação de cachorro: Saiba como ser útil na hora do parto!

 

Causas da pseudociese

Cachorra abraçada com brinquedo - Gravidez psicológica em cães Fonte: Canal do pet

O cio funciona como uma menstruação feminina das cadelas, sendo de seis em seis meses, o único período em que elas são capazes de procriar. De forma que há grandes alterações hormonais, como a queda da progesterona e aumento da prolactina. Assim, essas mudanças podem desenvolver a pseudociese.

Durante uma gestação real, há uma alta taxa de progesterona nas fêmeas. Entretanto, essa taxa se mantem alta apenas por algum tempo na gravidez psicológica, havendo uma queda devido ao aumento da prolactina no corpo. Essa que irá estimular a produção de leite e outras mudanças físicas nos cães.

Dessa forma, a gravidez psicológica pode surgir até mesmo quando a cadela não teve relações sexuais. Podendo ser ocasionado pela proximidade com outros animais ou com uma gestante.

Evolutivamente, essa questão pode ter sido herdada dos antepassados que viviam em bandos. Pois algumas fêmeas, apesar de possuírem filhotes, saíam para caçar, deixando suas crias com outras que não haviam engravidado, porém tiveram alterações físicas que as possibilitavam auxiliar nos cuidados aos filhotes.

 

+Veja também Gestação de cachorro: Saiba como ser útil na hora do parto!

 

Riscos da gravidez psicológica em cães

Cachorra com gravidez psicológica - Gravidez psicológica em cães Fonte: Petz

Embora pareça uma doença simples e inofensiva, a gravidez psicológica em cães pode originar diversas complicações, como a mastite, câncer e infertilidade. Assim a pseudociese deve ser levada a sério e diagnosticada precocemente, já que pode se manifestar durante toda a vida da cadela não castrada.

A possibilidade de câncer se deve devido à queda do hormônio estrógeno, ocasionada pelo aumento de progesterona e prolactina. Por consequência, estimulando a produção de leite.

A produção de leite em casos desnecessários faz com que o leite não utilizado seja reabsorvido pelo corpo da cadela. Dessa forma podem ocorrer inflamações mamárias, conhecida por mastite.

Além disso, a mastite pode trazer consigo uma série de problemas, como: tumores, caroços, dores nas mamas e petrificação do leite. Algo que não deve ser solucionado pela auto sucção das mamas, pois isso apenas aumentará a produção de leite e causará feridas em seu pet.

A melhoria da mastite pode ser alcançada facilmente com o uso de medicamentos que cessem a produção de leite. Portanto, nesse e em qualquer outro indício de enfermidade, leve seu animal de estimação ao veterinário. Isso pode evitar complicações e sofrimento.



Tratamento e prevenção

Cachorra e dono brincando Fonte: Petz

Em casos de identificação imediata da gravidez psicológica canina, o dono deve levar sua amiga de quatro patas a um profissional imediatamente. Visto que assim você seguirá melhores maneiras de tratamento.

Na maioria das situações, essa doença desaparece sem medicamentos após duas semanas do aparecimento da mesma. Mas, de qualquer forma, após a ida ao hospital veterinário, é indicado:

  • Deixar sua cadela confortável e em paz, apesar de apresentar os sintomas de pseudociese. Caso contrário, ela se sentirá mais irritada e agressiva;
  • Oferecer carinho e apoio;
  • Colocar cone cirúrgico, conhecido também como colar elizabetano, para que as mamas não sejam lambidas com frequência;
  • Utilizar remédios prescritos pelo médico veterinário, para o controle dos hormônios.

 

+Veja também Colar elizabetano: Conheça a importância desse dispositivo!

 

Outra sugestão é fornecer água e alimentos úmidos, pois sua cachorra perderá líquido. Além disso, para a estabilização hormonal e distração do seu pet, você pode levar a mais passeios, brincar e estimular a prática de exercícios.

Por outro lado, quando o assunto é prevenção, não há outro conselho se não castrar. Visto que a castração inibe o cio e as alterações hormonais, devido à retirada dos óvulos e útero do animal. No entanto saiba que ainda há um pequeno risco de gravidez psicológica em cães nos três primeiros meses após a cirurgia.

 

+Veja também Castração de cães: Conheça como funciona esse procedimento!

 

Então, por que não castrar o seu cão? Se essa ainda for uma dúvida, leia o nosso artigo sobre o assunto. Na hipótese da sua cachorra apresentar comportamentos estranhos , não deixe de levá-la a um profissional. Sendo real ou não, ela precisará de carinho e cuidados.

S.O.S. CÃOpanheiros

É uma ONG criada em Dezembro/99, CNPJ: 07.661.890/0001-21, com o propósito de acolher cães de rua que estejam em estado crítico de saúde, extremamente debilitados ou em situação de risco.

SAIBA COMO NOS AJUDAR!

Inscreva-se como associado do S.O.S. Cãopanheiros ou pelo telefone (021) 99766-1180. Passe a receber as noticias e contribuir para a ONG, efetuando depósito mensal em uma de nossas contas.